ANÁLISE DOS METAIS PESADOS NOS SEDIMENTOS DE FUNDO DO ALTO JEQUITINHONHA EM ÁREAS AFETADAS PELA ATIVIDADE DE EXTRAÇÃO MINERAL, DIAMANTINA –MG.

Abstract

A busca de ouro no leito do rio Jequitinhonha foi o principal motivo a atrair os primeiros Bandeirantes a explorar suas águas. Esta longa jornada, iniciada em sua foz, trouxe resultados próximos à sua nascente no distrito de Serro Frio, local atualmente conhecido como Diamantina, no estado de Minas Gerais. Alguns anos após a sua colonização foram também descobertos os diamantes, e esta região ficou marcada pela presença da atividade mineral até os dias atuais. A atividade garimpeira é uma das responsáveis pela mudança da paisagem da região assim como a alteração na química dos sedimentos. Para entender estas alterações foram realizadas análises fisico-químicas (granulometria e cor) e análises químicas na fração silto-argilosa dos sedimentos. A determinação das concentrações dos elementos químicos foi feita por ICP OES. As amostras (28 no total) foram coletadas em dois períodos climáticos. Os dados analisados foram comparados a Resolução CONAMA 454/2012, ao índice de geoacumulação e ao fator do enriquecimento percentual. Os resultados indicaram que os sedimentos apresentaram granulometria fina a média e cor 2,5Y. Quando comparados a Resolução CONAMA 454/2012, os resultados das análises químicas apontam alterações nos teores de Zn, Pb e Cr, sendo que os teores destes dois últimos ultrapassaram o nível 2. Cr, Zn e Cu apresentaram índices de geoacumulação superiores a 3, sendo os sedimentos classificados como moderado a altamente poluídos em pelo menos um dos períodos analisados no que diz respeito a estes elementos. O Fator de enriquecimento percentual indicou que os maiores aumentos das concentrações dos elementos químicos analisados foram no Pb, Cu e Zn.

Downloads

Download data is not yet available.
Published
08-07-2020
How to Cite
Teles, B., & Baggio, H. (2020). ANÁLISE DOS METAIS PESADOS NOS SEDIMENTOS DE FUNDO DO ALTO JEQUITINHONHA EM ÁREAS AFETADAS PELA ATIVIDADE DE EXTRAÇÃO MINERAL, DIAMANTINA –MG. Geochimica Brasiliensis, 34(1), 110-129. Retrieved from https://geobrasiliensis.emnuvens.com.br/geobrasiliensis/article/view/656
Section
Articles