MOBILITY OF METALS IN RIVER SEDIMENTS FROM A WATERSHED IN THE IRON QUADRANGLE, BRAZIL

  • Lilian de Souza Marques Universidade Federal de Ouro Preto
  • Deyse Almeida dos Reis Universidade Federal de Ouro Preto
  • Laura Pereira do Nascimento Universidade Federal de Ouro Preto
  • Edilson Gonçalves Oliveira Universidade Federal de Ouro Preto
  • Aníbal da Fonseca Santiago Universidade Federal de Ouro Preto
  • Hubert Mathias Peter Roeser Universidade Federal de Ouro Preto

Abstract

A dinâmica do comportamento de metais em ambientes de água doce tem sido um dos principais focos de monitoramento ambiental nos últimos anos. O presente estudo investigou a distribuição de metais pesados nos sedimentos fluviais da bacia do rio Santa Bárbara (Minas Gerais, Brasil). A área de estudo sofreu com problemas relacionados à mineração e várias atividades de alto impacto, como agricultura, silvicultura e reflorestamento para produção de carvão vegetal. Os sedimentos superficiais foram coletados em quatro pontos nos rios Conceição, Caraça e Santa Bárbara. Esses sedimentos foram analisados quanto a frações trocáveis, redutíveis, oxidáveis e residuais, através do procedimento de extração sequencial proposto pelo European Community Bureau of Reference (BCR). Os resultados indicam que o Cd e Pb estão mais presentes na fração redutível, enquanto Fe, Ni, Cr e Zn foram predominantemente encontrados na fração residual, Mn e Cu são os elementos que proporcionalmente apresentam mais frações intercambiáveis e maior mobilidade. Fatores como pH e potencial redox influenciam diversos processos que alteram a mobilidade de metais, como adsorção e complexação. Os valores desses parâmetros mostraram que os pontos amostrados possuem características redutoras e ácidas. A análise granulométrica mostra que os pontos amostrados são compostos por areia média, silte e argila. Os valores desses parâmetros mostraram que os pontos amostrados possuem características redutoras e ácidas. A análise granulométrica mostra que os pontos amostrados são compostos por areia média, silte e argila. Os valores desses parâmetros mostraram que os pontos amostrados possuem características redutoras e ácidas. A análise granulométrica mostra que os pontos amostrados são compostos por areia média, silte e argila.

Author Biographies

Lilian de Souza Marques, Universidade Federal de Ouro Preto
Mestre em Engenharia Ambiental
Deyse Almeida dos Reis, Universidade Federal de Ouro Preto
Doutoranda em Engenharia Ambiental pela UFOP
Laura Pereira do Nascimento, Universidade Federal de Ouro Preto
Mestre em Engenharia Ambiental
Edilson Gonçalves Oliveira, Universidade Federal de Ouro Preto
Mestre em Engenharia Ambiental
Aníbal da Fonseca Santiago, Universidade Federal de Ouro Preto
Departamento de Engenharia Civil
Hubert Mathias Peter Roeser, Universidade Federal de Ouro Preto
Departamento de Engenharia Ambiental
Published
29-09-2019
Section
Articles