CLASSIFICAÇÃO E ALTERAÇÃO DE ÓLEOS NA BACIA TERRESTRE DO ESPIRITO SANTO

  • L. A. F. Trindade

Abstract

Análises geoquímicas de 62 amostras de óleo recuperados de poços na porção litorânea da Bacia do Espírito Santo permitiram a caracterização de três tipos distintos de óleos: os óleos classificados como Tipo "A" são predominantemente acumulados nas rochas-reservatórios turbidíticas do Cretáceo e Terciário, nos "Paleocanyons" de Regência e Fazenda Cedro e nas rochas-reservatórios Albiapadas da Plataforma Regência; os óleos considerados como Tipos "B" e "C" são encontrados em rochas reservatórios Aptianas da Plataforma São Mateus.<br>Dados cromatográficos, fragmento gramas de massas (marcadores biológicos) e outros parâmetros geoquímicos sugerem que os óleos dos Tipos "B" e "C" foram submetidos a graus variáveis de alteração. O óleo Tipo "A", em geral, não apresenta evidência de degradação. Degradação microbiológica é o principal processo de alteração de hidrocarbonetos. Existe boa correlação entre a curva de isoterma, de 65&ordm;C, que representa o limite máximo de um processo efetivo de biodegradação, e a curva 25&ordm; API.
Section
Articles