Caracterização morfológica de partículas na atmosfera de São José dos Campos –SP, utilizando microscopia eletrônica de varredura (MEV)

  • Franklin Velarde Rosasco INPE
  • Rauda Lúcia Mariani INPE
  • Maria Paulete Pereira Martins INPE
  • Ênio Bueno Pereira

Abstract

Resumo


O estudo trata da caracterização morfológica do aerossol Black Carbon (BC) coletado durante os meses de março a novembro de 2008 num ponto de monitoramento em São José dos Campos-SP. O aerossol BC é um particulado inerte na atmosfera, porém, devido à sua porosidade e natureza adsortiva, atua como superfície ativa de algumas reações químicas heterogêneas, podendo estar saturado com espécies tóxicas ou carcinogênicas. Assim, aerossóis de BC podem representar um perigo para a saúde pública, além de serem considerados o segundo maior contribuinte para o aquecimento global, em termos de sua forçante radiativa direta. A técnica utilizada foi a Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) associada à Espectroscopia de Energia Dispersiva de raios X (EDX). Essa técnica também permite a análise qualitativa da composição elementar das partículas. A partir de classificação, por semelhança morfológica, foram identificados 6 grupos distintos de partículas: um grupo de partículas produzidas por combustão de motores; outro de partículas procedentes da ressuspensão do solo; grupo de partículas da queima de biomassa; de partículas de fuligem industrial e mais dois grupos com morfologia e composição química semelhantes e específicos da região. As principais fontes identificadas foram de combustão de motores e ressuspensão do solo, porém com influências de outras fontes naturais e antrópicas.


Palavras-chave: Aerossol Black Carbon; Composição Química; Morfologia; Dispersão

Published
16-08-2012
Section
Articles